A Batalha do Apocalipse - Eduardo Spohr


Livro: A Batalha do Apocalipse
Autor: Eduardo Spuh
Páginas: 586
Editora: Verus

     Há muitos e muitos anos, há tantos anos quanto o número de estrelas no céu, o Paraíso Celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio, e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o juízo final.
     Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas, o dia do despertar do Altíssimo. Único sobrevivente do expurgo, o líder dos renegados é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na batalha do Armagedom, o embate final entre Céu e o Inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro do universo.
     Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano; das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval. A batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana, mas também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, cheio de lutas heroicas, magia, romance e suspense.


     A Batalha do Apocalipse: Da Queda dos Anjos ao Crepúsculo do Mundo é um livro escrito pelo jornalista brasileiro Eduardo Spohr, publicado em 2007 pelo site Jovem Nerd, em 2009 pelo selo editorial criado pelo site e em 2010 pela Verus. A trama tem como protagonista Ablon, um anjo renegado condenado a vagar no mundo dos homens por ter revoltado-se contra o Arcanjo Miguel, e Shamira a Feiticeira de En-Dor, que o ajuda na jornada histórica até o apocalipse. (Fonte: Wikipedia).
Com um total de 586 páginas, o livro se divide em 3 partes intituladas A Vingadora Sagrada, A Ira de Deus e a Flagelo de Fogo.

     Primeiramente é extremamente necessário que saibam que essa obra é de um autor BRASILEIRO!!!! E segundo, para quem gosta de temas bíblicos, anjos, demônios, fantasia, apocalipse, magia e etc... está no livro certo. 
Em uma entrevista ao programa Jô Soares, o autor disse que a capa é de um alemão, ao qual entrou em contato e pagou pelos direitos, Stephan Stölting. 

     Se vocês quiserem, claro, ao final do livro, após a página 571, tem um glossário com os principais termos usados e criados pelo autor para esse mundo maravilhoso (recomendo ler antes de iniciar a leitura do livro). 
Toda a trama se alterna entre passado, presente e possíveis futuros no ponto de vista de alguns personagens. Essas alternâncias são de grande importância para sabermos o porquê de os fatos estarem acontecendo da forma que estão.

Os principais personagens da narrativa: 
-Ablon, o Anjo Renegado ou também chamado de Primeiro General: é o protagonista do livro. Com o passar dos anos na terra, Ablon viajou por diversos cantos do mundo, sempre escapando de diversos perigos. No momento presente do livro, Ablon está no Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, e torna-se o líder de uma grande conjuração de anjos.
-Shamira, a Feiticeira de En-Dor: tendo sido treinada desde cedo nas artes da magia e da necromancia, Shamira conheceu Ablon quando o mesmo a salvou de seus perseguidores na Babilônia. Desde então, ambos se ajudam como podem a cada vez que se encontram.

     Você encontrará também uma divisão de castas angelicais: querubins (os guardiões\guerreiros), Serafins (os administradores políticos), Elohins (os principiados - guia dos homens), Ofanins (anjos da guarda), Hashmalim (julgadores das almas dos mortos), Ishins (governantes das forças elementais), Malakins (vigilantes -neutros).

     A história inicia-se com a criação do universo e da terra por Deus e que em seu sétimo dia, descansou.  Iremos entender os papeis dos Arcanjos Miguel, Gabriel e o Anjo Caído Lúcifer. Ablon, o Anjo Renegado é um observador de toda a história da terra desde quase o inicio dos tempos, quase juntamente com Shamira, a feiticeira de En-Dor.  
     Depois da criação dos homens, ainda vivemos no sétimo dia, sendo governados agora pelos arcanjos, Miguel, o Príncipe dos Anjos, herdeiro do título por ser o primogênito; Uziel, comandante dos exércitos de querubins (assassinado por Miguel na primeira cena); Rafael, que se exilou após a briga de seus irmãos; Gabriel, Mestre do Fogo, que, alguns anos antes da história começar, rebelou-se contra o Arcanjo Miguel. Lúcifer, a Estrela da Manhã, é agora Príncipe do Sheol (inferno), depois de sua insurreição contra os arcanjos e queda do paraíso. Assim, o livro passa a narrar a vida do querubim Ablon, oscilando entre momentos do passado e do presente, às vésperas do Dia do Ajuste de Contas, a famosa Batalha do Armagedom o qual vai decidir o futuro da humanidade, do planeta e de todos os seres que nele habita.

     Não tem como dizer mais, pois serão spoilers, mas já dá para ter uma ideia dessa história com um tema que todos conhecemos, mas de uma complexidade e características que fazem dessa história única.

Segue algumas frases: 

'-Os fracos usam as armas; os fortes, o diálogo."
“- Acreditar no impossível é a chave para entender os segredos do universo."
“- A mente e lógica, general, – contestou – O coração e irracional”
“-Lamentos não mudarão nada. O que está feito está feito.”
“-É o ódio. Ele obscurece nossos valores e nos empurra à ruína.”
“-A força dos sábios está, justamente, na capacidade de se aproveitar do imprevisível, de enganar o oponente e ataca-lo no ponto mais fraco, de fingir debilidade e depois investir feito leão”










Postagens mais visitadas deste blog

O Despertar do Príncipe (Série Os Deuses do Egito) - Colleen Houck

Um Novo Olhar - Daniel Cordo (pelo espírito Bentinho)